Parcele em até 10x sem juros.
No Cartão é Mais Barato!
Frete Grátis Para Todo o Brasil.
1° TROCA GRÁTIS*.
Seu carrinho está vazio

botão whats

O que é pilates: entenda tudo sobre essa atividade

01/09/2021 Exercícios Físicos
54 visualizações

De tantas práticas esportivas, o pilates é um dos mais praticados pelas mulheres, afinal de contas, possui inúmeros benefícios e ainda é de baixo impacto. Quer entender tudo que permeia essa atividade? Continue lendo que nossas especialistas vão te ensinar tudo que você precisa saber!

O que é pilates?

O pilates é uma modalidade de exercício desenvolvida por Joseph Pilates em 1920, que preza pela conexão entre corpo e mente. Dessa forma, o objetivo dessa prática é aumentar a consciência corporal nas mais diversas posições. Por isso que as posturas são tão diferenciadas. Cada uma exige uma força muscular diferente, bem como uma respiração personalizada.

blog historia

Os 6 princípios do pilates

A técnica conta com mais de 500 posições – isso se abarcarmos desde o iniciante até o avançado. E todas elas prezam pelos mesmos princípios, sendo eles: concentração, centralização, respiração e controle. Para entender melhor cada um deles, nós os separamos em tópicos. Leia na sequência:

1. Concentração

Se tem algo que precisamos durante as posições, esse algo é a concentração. Não tem como ficar conversando com a amiga ao lado ou com a professora, afinal de contas, é preciso entrar em conexão profunda com a mente. Inclusive, apenas com essa meditação é possível atingir a consciência corporal.

2. Centralização

O segundo princípio é o da centralização – literalmente o centro do corpo! A força corporal começa no meio e é transmitida para as extremidades, logo, os músculos abdominais são os mais fortes e profundos. Por isso que são tão trabalhados nas aulas de pilates, a força começa por eles.

3. Respiração

Seguindo, o terceiro princípio preza pela respiração, uma vez que o oxigênio é a fonte da energia muscular. Por consequência, é fundamental manter a entrada de ar estável e intensa. Dessa forma, garantimos que os músculos aguentem na posição por um bom tempo.

4. Fluidez

Aqui, o conceito de fluidez é para ter graciosidade nos movimentos. Você já viu algum praticante fazer movimentos apressados? Nós nunca vimos, pois a calma na movimentação já é ensinada na primeira aula. Ter essa tranquilidade é fundamental para tirar o corpo do piloto automático e fazê-lo prestar atenção em cada extensão corporal. Pense nisso quando tiver pressa para ficar na postura correta!

O princípio da precisão tem a ver com a assertividade dos movimentos, por isso que as posturas são feitas com calma, fluidez e bem controladas. Só assim é possível harmonizar todas as partes do corpo, desde a táteis-cenestésicas até as proprioceptivas (as partes que tem a função de sentir o equilíbrio).

5. Precisão

O princípio da precisão tem a ver com a assertividade dos movimentos, por isso que as posturas são feitas com calma, fluidez e bem controladas. Só assim é possível harmonizar todas as partes do corpo, desde a táteis-cenestésicas até as proprioceptivas (as partes que tem a função de sentir o equilíbrio).

6. Controle

Por fim, o último princípio é o controle, que une todos os anteriores. O objetivo é ficar na mesma posição – de forma confortável – o máximo de tempo que conseguir, isso sem lesionar o músculo ou qualquer outra parte do corpo. Por isso ter controle sobre os músculos e a respiração é tão importante.

É esse domínio corporal que o pilates proporciona e essa é uma das razões que fazem os números de praticantes só aumentarem. É muito benéfico – quem começa não quer parar mais! Mas você sabe quais são o benefícios que todos esses princípios proporcionam? É isso que veremos no próximo tópico.

blog 6 principios do pilates

8 benefícios de praticar pilates

Vamos entender por que tantas pessoas são adeptas ao pilates? Para isso, te convido a conhecer os diversos benefícios que a prática proporciona:

1. Fuga da tradicional academia

O primeiro aspecto que agrada a maioria é a fuga da tradicional academia. Não tem as músicas altas, muito menos aquela quantidade de pesos, é tudo feito com peso do próprio corpo ou, no máximo, alguns acessórios ou movimentos em aparelhos específicos. Sem falar que pode ser praticada ao ar livre e em casa.

Se quiser saber mais sobre essa facilidade, confira também o artigo com os 5 exercícios de pilates para praticar em casa para começar hoje mesmo.

blog tradicional academia

2. Reabilitação física

Fez uma cirurgia ou passou por uma situação complicada que exige repouso? Vamos praticar pilates. Essa reabilitação física é extremamente eficaz, visto que o exercício é de baixo impacto. E detalhe: o treinamento é personalizado para seu objetivo. Logo, as chances de acontecer alguma lesão ou algo do tipo são ínfimas. Aliás, uma profissional sempre te acompanhará por todo o processo e não vai te deixar fazer movimentos errados.

blog reabilitacao

3. Condicionamento físico

Não pense que é apenas para quem precisa reabilitar o corpo. Muitas pessoas buscam a prática de exercícios pois possuem uma dor no corpo. Seja a coluna que "não dobra como antes" ou as "pernas que não agacham como antigamente". Essas dores a que nos referimos são relacionadas à mobilidade, que o corpo perde naturalmente com o tempo.

Portanto, o pilates surge para promover o condicionamento físico, afinal de contas, ao treinar você está condicionando seu corpo a ser melhor. Em outras palavras, mais disposto, flexível, forte e consciente. Por isso, é interessante praticá-lo para melhorar a condição física e não "travar" com a idade.

blog flexibilidade

4. Emagrecimento

Sim, pilates emagrece, mesmo que esse não seja o objetivo principal da prática. Vamos esclarecer os pontos: o pilates não é voltado para o emagrecimento, porém, proporciona isso ao longo dos treinamentos. Os resultados são menos visíveis do que uma corrida ou um treino de crossfit, é claro, mas com o tempo reduz os pneuzinhos.

É uma consequência benéfica! Isso acontece pois existe um gasto calórico para realizar os movimentos, logo o corpo começa a usar as reservas, vulgo, gorduras. Então, emagrece sim! Ah, aqui vale destacarmos um detalhe: o biótipo perfeito para praticar os movimentos é ilusório, tanto que pessoas com os mais diferentes corpos podem praticar, seja gordo ou magro.

blog emagrecimento

5. Definição muscular

Sabe quando olhamos no espelho e nos deparamos com pernas levemente torneadas? É isso que o pilates te proporciona, afinal de contas, exigimos dos músculos um esforço ao qual eles não estavam acostumados, mas não pense que isso é prejudicial.

Essa movimentação fora do habitual cria micro lesões nas fibras musculares e as fazem se desenvolver ainda mais – isso é o que chamamos de fortalecimento da massa muscular.

Essa definição acontece onde o esforço é realizado. E como o pilates é uma prática do centro para a extremidade, os músculos centrais são os mais fortalecidos, nesse caso, abdominais e lombares.

blog definicao muscular

6. Fortalecimento do assoalho pélvico

Esse benefício é implícito e pouca gente conta. Mas, olha só, lembra que no tópico anterior nós comentamos sobre o fortalecimento muscular? Então, os músculos do quadril também estão na região central do corpo e são muito requisitados durante os movimentos. Por consequência, o assoalho pélvico é fortalecido.

E ter o assoalho pélvico fortalecido reduz os sintomas da menopausa, ajuda na recuperação do canal vaginal pós-parto normal, além de melhorar o funcionamento do intestino e proporcionar mais prazer durante as relações sexuais.

blog assoalho pelvico

7. Melhora na postura

Os filhos que cresceram demais ou você que está encolhendo? Pois bem, vamos melhorar essa postura, minha amiga. Os ombros caídos e a coluna esguia é fácil de ser resolvido, é só começar a praticar os movimentos do pilates. As posições exigidas durante os exercícios te farão melhorar a postura drasticamente.

Repare na sua postura ao andar de salto depois que começar a praticar pilates. Os passos ficam mais graciosos, afinal de contas a coluna fica ereta e consciência corporal te permite pisar firme sem perder a delicadeza. Faça o teste e conte para a gente!

Se esse assunto te interessa, conheça mais hábitos, práticas e exercícios para postura além do pilates.

blog postura

8. Flexibilidade e mobilidade

Consegue encostar a ponta dos dedos na ponta dos pés, sem dobrar o joelho? É, minhas amigas, quando somos jovens a coluna dobra que é uma beleza, e nem sentimos dores. Mas, com o tempo, os músculos ficam rígidos e fazer um movimento tão simples fica mais complexo.

A flexibilidade e a mobilidade são conquistadas com a prática dos movimentos do pilates, e quanto mais treinar, mais elástico os músculos ficam.

Agora que você já conhece tantos benefícios do pilates, que tal conhecer as roupas para pilatesNós montamos 3 combinações que você irá amar. Confira como eles te proporcionarão conforto para fazer qualquer movimento!

blog flexibilidade

4 dúvidas frequentes sobre pilates

Perguntas e mais perguntas. Se em sua mente ainda tem muitos questionamentos sobre o assunto, te convido a ler as dúvidas frequentes que recebemos das nossas internautas. Continue lendo, provavelmente sua pergunta será respondida a seguir:

Grávidas podem fazer pilates?

Podem, desde que o médico libere. Para quem nunca praticou, é muito interessante, pois durante a gravidez o centro de gravidade corporal muda e o pilates te ajuda a se adaptar a essa mudança. Converse com seu médico a respeito. Agora, se já é uma praticante de pilates, tudo bem, é só continuar treinando e não fazer exercícios que vão além do limite.

Quanto tempo demora para dar resultado?

O pilates demora em média 10 sessões para apresentar os primeiros sinais de melhora. Com 20 sessões as amigas perceberão diferença. E com 30 sessões o corpo é outro!

Quem tem problema na coluna pode praticar pilates?

Sim. O método é um dos mais recomendados para essa condição, afinal de contas, é de baixo impacto e os movimentos são personalizados pelo profissional.

Quem tem labirintite pode fazer pilates?

Sim. O pilates auxilia no fortalecimento do sistema vestibular. Dessa forma, é uma dos auxiliadores no tratamento de labirintite Isso porque a consciência corporal permite estabilizar e direcionar os movimentos de lateralização, flexão, rotação e extensão da cabeça.

Quanto tempo dura uma aula de pilates?

Uma sessão de pilates tem duração média de 45 a 60 minutos, seja aula individual, em duplas ou em grupo. Por isso, recomendamos que faça de duas a três vezes por semana.

E aí, deu vontade de fazer pilates? Pois em nós também. Continue acompanhando o blog da Epulari e fique sempre bem informada sobre o universo fitness. Semanalmente trazemos um conteúdo relevante para você.

Até o próximo post!

Uau, fiquei encantada com esse post! 😍👏

São informações valiosas, para você que quer começar a praticar Pilates.
E como todo bom leitor (a), você adora uma novidade, todos os dias temos conteúdos exclusivos.
São diversos temas! Quer fazer parte desse time? Se increva, é grátis!

Toque no link abaixo:

Url: https://www.useepulari.com.br/epulari-lovers

Até o próximo post!

 

Autor do Post
Su Iasiunik
Imagem do autor Su Iasiunik
Redator da Epulari
Siga nas redes sociais
Cadastre-se e receba novidades do blog
Buscar Post

Epulari e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.